Jardim interno

figo-web

Esse ano eu fiz uma lista com os livros indispensáveis de 2016, entre eles está “O amante japonês” da Isabel Allende. Isso porque faziam anos que eu não lia nada dela, e fiquei curiosa quando vi que o livro se passava em uma casa de repouso. Quase nenhum livro conta o final da história, o que aconteceu com os heróis depois daquele beijo, ou do casamento, ou depois que nasce o filho. Eu tinha quase certeza que isso não aconteceria nesse livro, e estava (quase completamente) certa!

“O amante japonês” conta a história de Alma e Irina. Alma Belasco é uma idosa ativa que vive na casa de repouso Larkhouse, onde Irina, uma jovem imigrante da Moldávia vai trabalhar após passar por momentos difíceis. Alma se aproxima de Irina e as duas se tornam amigas e confidentes, e é para a jovem e para seu neto Seth (que arrasta a asa para Irina) que Alma conta sua improvável história de amor com um jardineiro japonês, Ichimei Fukuda. O livro toca em vários temas espinhosos: abuso sexual, imigração, preconceito racial, social e etário, o que poderia tornar-lo um livro difícil, mas Allende mantém o foco no romance e consegue navegar esses assuntos de forma habilidosa. A personagem de Alma é cheia de nuances, uma personagem que projeta uma imagem para os outros mas internamente é bem diferente. Por fora, Alma é fria e de poucos amigos, mas por dentro, com a ajuda de Ichimei, florescem jardins.

Essa foi a reflexão que ficou comigo quando terminei o livro, o quanto as vezes somos diferentes do que parecemos para os outros, não melhores ou piores, mas diferentes. Queria uma receita que representasse essa dualidade, então tive a idéia de fazer um folhado diferente, recheado de sabores surpreendentes: figos, presunto de parma, ricota, mel! Aproveitem 🙂

folhado_web

Folhado a la Belasco (faz quatro folhados)

Ingredientes:

  • Massa Folhada (usei a da Massa Leve)
  • 4 figos
  • ricota fresca (eu adoro a Vitalate!)
  • 30g de presunto de parma
  • sal, azeite e pimenta do reino
  • manteiga
  • mel a gosto
  • Gema de ovo para pincelar

Preparo:

  1. Tire a massa de dentro da embalagem com cuidado, ela é delicada.
  2. Em uma vasilha, tempere a ricota com azeite, sal e pimenta.
  3. Corte os figos ao meio e depois em quatro. Esquente uma frigideira e derreta um pouco de manteiga, em seguida coloque os figos na frigideira e deixe-os amolecer um pouco. Antes de retirar adicione o mel.
  4. Corte o presunto em pedaços menores que caibam no folhado.
  5. Coloque o recheio bem no meio da massa, mas não exagere na quantidade para não transbordar quando assar.  Posicione-o pensando que vai ter que dobrar a massa por cima dele e colar as beiradas.
  6. Dobre o outro lado da massa sobre o lado que você colocou o recheio e ligue as pontas, pressionando com um garfo por toda a extensão da borda para que os dois lados fiquem bem coladinhos.
  7. Abra um ovo e separe a gema. Pincele um pouco da gema por cima de cada folhado, sem exagero.
  8. Coloque já na forma que vai usar para assar e leve para a geladeira por 30 minutos. Na metade desse tempo, acenda o forno para preaquecer a 200°C.
  9. Depois dos 15 minutos, pegue a forma e coloque no forno para assar até dourar, entre 5 e 10 minutos.

 

Bate papo com a Mindy

bruschetta-web

Tem alguma celebridade que você acha que deve ser super divertida na realidade? Que você se imagina saindo para tomar um choppinho e rindo sem parar? Para mim tem, a Mindy Kaling. Eu confesso que não vi de verdade o programa que deixou ela famosa, o The Office americano, mas assisti o seu programa The Mindy Project e adorei. É besteirol da melhor qualidade, a la Friends e New Girl. Por isso, quando vi o livro dela “Is Everyone Hanging Out Without Me?” não resisti e comprei.

O livro é divertido, e passa uma sensação de estar conversando com uma amiga engraçada. Eu gostei, e apesar de achar que as vezes ela força um pouco a barra para ser engraçada (o mesmo motivo de eu não ter curtido muito o The Office), o livro tem momentos hilários e inteligentes que fazem valer a pena. Eu gostei especialmente do capítulo que ela fala sobre não se encaixar nos estereótipos de beleza vigentes, de como ela lida com isso, e também da parte em que ela fala sobre amizade e crescimento; de um jeito tão honesto que você acaba se identificando, não importa o país ou a cor da pele.

Enfim, se você quer ler alguma coisa para relaxar, rir um pouco e de quebra aprender um pouco sobre humor, esse livro é ideal. Super leve, ótimo para ler tomando um sol na praia ou na piscina. Você pode até fingir que está tomando uns bons drinques com uma amiga. Logo, a receita de hoje é nesse clima. Há um tempinho atrás, abriu no Rio a Prima Bruschetteria, e imediatamente lá virou point de sair com as meninas: beber uma sangria, comer bruschettas deliciosas e jogar conversa fora é a combinação perfeita! Logo segue aí uma das minhas preferidas.

Bruschetta para bater papo com as amigas  (serve 1 pessoa)

Ingredientes:

  • 5 fatias de presunto cru
  • 1 figo fresco
  • Algumas fatias finas de queijo Grana Padano
  • 1 fatia de pão italiano
  • 1 dente de alho
  • 1 colher (chá) de azeite
  • 1/2 colher (chá) de mel
  • 4 folhas de hortelã
  • 1/2 colher (chá) de vinagre balsâmico

Preparo:

  1.  Com um guardanapo ou pano úmido, limpe o figo. Não lave em água corrente para que a fruta não fique encharcada.
  2. Numa tábua, corte o figo em 3 fatias no sentido do comprimento e as fatias, em cubos.
  3. Leve uma frigideira ao fogo alto. Quando aquecer, coloque a fatia de pão e deixe dourar levemente dos dois lados.
  4. Enquanto isso, descasque o dente de alho. Tire o pão da frigideira, esfregue o dente de alho de um lado e regue com o azeite.
  5. Numa tigelinha, misture o mel e o vinagre balsâmico.
  6. Distribua as fatias de presunto cru e de Grana Padano, os cubos de figo e as folhas de hortelã. Regue com o molhinho de mel e balsâmico e sirva a seguir.
  7. Aconselho comer com um vinho ou com uma sangria, claro!