A la Hitchcock

ensopado-web

“A garota no trem” da Paula Hawkins foi um mega sucesso, daqueles que parecem estar em todos os lugares e em cinco minutos já está pronto para virar filme em Hollywood. Então, é claro, eu fiquei curiosa e peguei um final de semana preguiçoso para conferir.

O thriller conta a história de Rachel, uma mulher em crise: ela acabou de se separar do marido, que se casou com a amante (e agora tem um bebê), mora de favor na casa de uma amiga e pega o trem para Londres todos os dias de manhã para fingir que está indo para o emprego que perdeu. Isso sem contar seu verdadeiro hobby: garrafas e mais garrafas de vinho. Mas é pela janela do trem de todo dia que ela passa a acompanhar por alguns minutos um casal, que ela considera perfeito, e criar para eles o romance ideal que ela deseja para si mesma. Até que um dia ela vê algo perturbador e em seguida Megan, que antes Rachel apelidara de Jess em seus devaneios, desaparece.

O livro é um thriller clássico, cheio de reviravoltas e Hawkins se utiliza muito bem do narrador não-confiável, já que a própria personagem admite ter grandes períodos de amnésia por causa do álcool. A narrativa alterna os pontos de vista de Rachel, Anna e Megan, sendo Rachel a principal e mais proeminente e fica claro logo no começo que, apesar de ser um thriller, o livro vai abordar temas pesados como depressão e alcoolismo: Hawkins pinta um retrato tão deplorável de Rachel que o leitor fica até com pena. O interessante do livro é mesmo o suspense, a autora consegue criar uma atmosfera de tensão constante, digna de um filme do Hitchcock. O final me surpreendeu e devo dizer que achei o livro melhor do que eu esperava: diversão ligeira, apesar de não ser nem um pouco leve.

A receita desse livro não podia ser outra: ensopado de carne ao vinho tinto. Um prato suculento, cheio de sabor e caprichado no álcool. Só não vão exagerar, hein?

ensopado01web

Ensopado para a Garota no Trem

Ingredientes:

  • 1 kg de alcatra
  • 1 garrafa de vinho tinto
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de azeite
  • 2 cebolas picadas
  • 2 cenouras cortadas em rodelas
  • 2 talos de salsão cortados em rodelas
  • folhas de louro
  • 200 g de cogumelos-de-paris
  • 1 colher de sopa de manteiga cortada em cubos
  • pimenta-do-reino moída na hora a gosto
  • 1 xícara de água
  • sal a gosto

Modo de Preparo:

  1. Numa tábua, corte a carne em cubos médios.
  2. Numa tigela, junte a carne e o vinho. Leve à geladeira e deixe marinar por 2 horas no mínimo ou até 12 horas.
  3. Transfira a carne para um prato, salpique com a farinha e reserve o vinho.
  4.  Leve uma panela grande com o azeite ao fogo alto. Quando esquentar, coloque a cebola picada e a carne. Mexa bem até que os cubos de carne ficarem dourados por igual. Adicione as rodelas de cenoura e as fatias de salsão e refogue por 3 minutos. Junte o vinho, 1 xícara de água e algumas poucas folhas de louro. Quando ferver, abaixe o fogo, tampe a panela e deixe cozinhar por 2 horas, mexendo de vez em quando.
  5. Quando a carne estiver cozida, lave os cogumelos sob água corrente, seque bem e corte-os em metades. Acrescente ao ensopado e deixe cozinhar até que a carne esteja macia e o molho tenha engrossado. Verifique os temperos e desligue o fogo. Coloque a manteiga gelada cortada em cubinhos, misture bem e sirva a seguir.

A garota no trem”

Autor: Paula Hawkins

Editora: Record

Traduzido para o português por: Simone Campos

378 páginas

 

Anúncios

3 comentários sobre “A la Hitchcock

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s