Do outro lado

groff1-web

Eu estava super (SUPER) animada para ler “Destinos e Fúrias” da Lauren Groff, para vocês terem uma ideia, o Obama disse que foi o melhor livro que ele leu em 2015. Então assim que vi na livraria, comprei e comecei a ler.

O livro é dividido em duas partes: Destinos, a história do casamento de Lotto e Mathilde pelo ponto de vista de Lotto, e Fúrias, a mesma história mas pelo ponto de vista de Mathilde. Eu adorei essa ideia, afinal, casamento é muitas vezes a mesma história vista de formas completamente diferentes: quantos casais você já viu brigando por um motivo que seu respectivo não entende? Quantas vezes achamos que entendemos o outro, só para sermos surpreendidos depois? Achei que Groff demonstrou bastante habilidade na forma de costurar as duas histórias, quando entramos em “Fúrias” o livro cresce muito. Para ser honesta, eu gostei mesmo foi da segunda parte do livro: mais ágil e surpreendente. Mas acho que essa segunda parte só é possível por causa da primeira -mais lenta e bem mais cansativa de ler. Eu gostei do livro, achei interessante, mas honestamente não é mesmo um dos meus favoritos, nem mesmo dos que li recentemente, o sr. Obama que me perdoe. Mas é um livro interessante, bem escrito, com personagens complexos (mesmo que não muito gostáveis).

Bom, pensei em o que poderia ser um prato que refletisse a dicotomia de “Destinos e fúrias”, quebrei a cabeça mesmo. Até que no final, eu que ando meio obcecada por sopas (tá frio aqui no Rio de Janeiro, gente!), decidi fazer dois tipos diferentes de sopa. As duas são de legumes, quentinhas mas radicalmente diferentes em sabor. Então segue aí, um quentinho para celebrar os últimos dias de friozinho e para lembrar que nem sempre o que nós vemos no espelho é o que os outros vêem ao olharem para nós.

furias-web

Sopas para Lotto e Mathilde

Sopa de Cenoura e gengibre do Lotto

Ingredientes:

  • 5 cenouras picadas grosseiramente
  • 2cm de gengibre picado
  • ¼ de cebola picada
  • 1 colher (sopa) de óleo de gergelim cru (ou azeite ou óleo de girassol)
  • ½ colher (chá) de sal marinho
  • 4 xícaras de água

Modo de Preparo:

  1. Refogue a cebola com o óleo de gergelim ou no azeite.
  2. Adicione o gengibre, as cenouras e a água.
  3. Adicione o sal e deixe cozinhar por 20 minutos com a panela tampada.
  4. Bata no liquidificador com a água do cozimento até ficar bem cremosa.

Sopa de Couve-flor cremosa para Mathilde

Ingredientes:

  • 1/2 litro de leite (se o creme ficar muito grosso acrescentar mais 1/2 xícara de leite)
  • 4 colheres de sopa de manteiga ou margarina
  • 4 colheres de sopa rasas de farinha de trigo
  • 1 cebola média bem picada
  • 1 litro de caldo de frango (dissolver 1 tablete em outra panela, ferver e reservar)
  • 1 couve-flor média ou grande
  • 1 caixinha de creme de leite longa vida
  • Sal e pimenta-do-reino

Modo de preparo:

  1. Lave bem a couve-flor e separe as florzinhas dos talos mais duros. Cozinhe as flores em água salgada até que estejam macias e cozidas. Escorra e reserve.
  2. Coloque a manteiga em uma panela e acrescente a cebola picada. Leve ao fogo e refogue para que a cebola fique macia e transparente. Acrescente a farinha de trigo e misture bem. Coloque o leite aos poucos e misture bem para ficar um creme (se der alguma bolota não tem problema porque vai no liquidificador)
  3. Coloque a couve-flor cozida e misture até Ferver em fogo baixo, sempre mexendo. Acrescente o caldo de frango. Ferva novamente e retire do fogo.
  4. Deixe esfriar um pouco e bata no liquidificador para obter uma sopa cremosa. Leve novamente a panela acerte o sal e acrescente pimenta-do-reino, adicione o creme de leite e misture.

OBS: Ambas sopas podem (e devem) vir acompanhadas de um pãozinho quentinho 😉

OBS2: Quem agora tá superanimado com as Olímpiadas? Devo confessar que me contagiei e quero ir em vários eventos! Semana que vem vou tentar um post temático 🙂

Ah, me sugeriram que eu colocasse no final dos posts as informações dos livros, e eu achei uma ótima ideia (eu já devia fazer isso, não :P). Então aí vai!

Destinos e Fúrias”

Autor: Lauren Groff
Editora: Íntrinseca
Traduzido para o português por: Adalgisa Campos da Silva
368 páginas
Anúncios

2 comentários sobre “Do outro lado

  1. você disse que não tinha spoiler e eu acreditei. 🙂 que bom! pq li o post e fiquei com mais vontade ainda de ler o livro. o meu ainda está a caminho, espero que chegue nessa semana. ah, amei as receitas. eu estou em uma fase “sopas” e gostei de descobrir essas opções. beijo!!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s