Hoje tem caramelo? Tem sim, senhor!

maca_mecanica

Levei alguns livros comigo para viajar, dentre eles estava “O circo mecânico Tresaulti”, da Genevieve Valentine, pela editora Darkside. Confesso que esse livro eu comprei pela edição primorosa: capa dura linda e ilustrações caprichadas, num design de encher os olhos. Logo, comecei a leitura sem muitas expectativas, o que tornou o livro uma boa surpresa.

A história se passa em um mundo pós-apocalíptico, onde o conhecimento tecnológico foi devastado pela guerra. Nesse cenário desolado, um circo, repleto de pessoas mecânicas, tenta levar esperança para as cidades por onde passam. O circo é comandado por Boss, uma mulher de personalidade forte, e assombrado pelas vidas anteriores dos que viveram e ainda vivem na atração (quando eu digo assombrado, não digo literalmente, mas sim metaforicamente, ok?). O circo e Boss são tanto um trabalho como um refúgio, e as pessoas que ali estão sabem disso sem que nada precise ser dito a respeito. A história é contada de maneira fragmentada, alternando narradores com frequência e sem muita explicação, o quê gera uma certa estranheza no começo. Depois, Little George, o assistente de Boss e um dos poucos que não são mecanicamente alterados, se torna a voz principal, o que facilita o desenrolar da trama.

A autora usa os personagens do livro para questionar em nós justamente aquilo que, teoricamente, falta neles: nossa humanidade. O quê nos torna humanos? Quando abrimos mão da nossa humanidade (por ganância, medo, ambição), no que nos transformamos? Ser humano não é simplesmente possuir um corpo mamífero e polegares opositores, mas sim a habilidade de viver em comunidade, sonhar e compartilhar. Sozinho, o homem não evolui. Sozinhos, sem arte, amor, compaixão, somos infelizes. Enfim, foi nisso que esse livro me fez pensar. Nisso e nas noites que eu ia ao circo quando era criança. Confesso que não gosto muito de palhaços, mas adoro algodão doce, pipoca e maçã do amor. Foi inspirada nessa última nossa receita de hoje: crumble de maçã com calda de caramelo.

P1070639EDITweb

Crumble a la Tresaulti (serve 6 pessoas)

Ingredientes:

Para o crumble:

  • 1 1/2 xícara de aveia em flocos finos
  • 100g de manteiga
  • 1 colher de sopa de farinha de trigo
  • 2 colheres de sopa de açúcar mascavo
  • 1/2 xícara de uvas-passas
  • 2 colheres de sopa de nozes picadas
  • 4 maçãs fuji ou maçãs verdes
  • caldo de 1 limão
  • 1 colher de sopa de manteiga para untar

Para a calda:

  • 1 xícara de chá de açúcar
  • 1/2 xícara de chá de água
  • 200 g de creme de leite

Modo de Preparo:

  1. Preaqueça o forno a 180°C (temperatura média).
  2.  Numa panelinha ou no microondas, derreta a manteiga.
  3. Numa tigela, misture a aveia, a farinha de trigo, o açúcar mascavo, as uvas- passas e as nozes. Junte a manteiga derretida e misture com as mãos até formar uma farofa. Reserve.
  4. Descasque e retire as sementes das maçãs, dividindo em duas metades no sentido do comprimento. Corte as metades em fatias, formando meias-luas. Conforme for cortando as maçãs, transfira para um prato fundo com o caldo do limão e molhe os dois lados de cada fatia(isso evitará que oxidem e escureçam).
  5. Unte uma fôrma refratária com manteiga e vá sobrepondo as fatias, todas no mesmo sentido, de modo a formar uma escama. Espalhe a farofa sobre as maçãs e aperte delicadamente. Cubra com papel-alumínio e leve ao forno por 10 minutos.
  6. Enquanto isso, numa panela, junte o açúcar com a água e misture com o dedo indicador, até dissolver. Cuide para o açúcar não grudar nas laterais da panela.
  7. Leve ao fogo médio e deixe cozinhar, sem mexer, por cerca de 10 minutos, até que fique com uma coloração âmbar.
  8. Desligue o fogo e, com cuidado para não se queimar, junte o creme de leite. Mexa vigorosamente com um batedor de arame.
  9. Retire o papel-alumínio e deixe assar por mais 5 minutos ou até que a crosta de aveia esteja dourada.
  10. Despeje cuidadosamente o caramelo sobre o crumble e sirva em seguida. Fica uma delícia com sorvete de creme 😉
Anúncios

Cheirinho de romance

ninageorge

Em homenagem ao Dia dos Namorados que acabou de passar, hoje o post é sobre um livro bem romântico, “The little Paris bookshop” da Nina George. Infelizmente, o livro ainda não foi lançado em português, mas o e-book em inglês está aqui na Amazon.

O livro conta a história de Jean Perdu (traduzido literalmente, João Perdido), o que é emblemático do personagem que perdeu a mulher de sua vida, Manon, e desde então se fechou para o mundo. Em contraste com seu fechamento pessoal, Perdu trabalha como um Apotecário Literário em sua livraria flutuante nas margens do rio Sena: ali os leitores recebem indicações dos livros que vão ajudá-los naquele momento, como se fossem remédios (eu ADOREI essa idéia). Jean Perdu é ótimo em ler as necessidades dos outros, mas não consegue fazer o mesmo consigo próprio. Até que o destino o obriga, ao levar para a sua porta Catherine e para sua livraria Max. Não quero falar mais da sinopse para não estragar, tá? Sem spoilers aqui 😉

Esse livro é um livro romântico diferente: primeiro porque os protagonistas não são jovens em busca do amor ideal, mas sim adultos maduros procurando um relacionamento verdadeiro. Segundo porque o livro mostra como o amor pode ter várias formas e como é precioso demais para deixarmos passar sem tentar o máximo fazer dar certo. Além disso, os personagens são interessantes e a escrita é sensível. Um livro bem gostoso para ler e lembrar de aproveitarmos o amor todos os dias (e não só no dia dos Namorados!).

No final do livro tem uma seção com várias receitas que um dos personagens prepara na narrativa e fiquei realmente doida para provar o sorvete de lavanda, mas ainda não pude experimentar. Então, desafio: alguém aí se habilita a fazer e me contar no que dá? Instruções abaixo.

Sorvete de Lavanda (serve 4 pessoas)

Ingredientes:

  • 1 a 2 colheres de chá de lavanda seca ou 2 a 4 colheres de chá de flores de lavanda, mais algumas flores para decorar
  • 200g de açúcar
  • 120ml de leite fresco
  • 8 gemas
  • 225ml de creme de leite (ou iogurte se você preferir mais light)
  • 1 punhado de blueberries (opcional)

Modo de Preparo:

  1. Em uma recipiente pequeno, misture a lavanda com o açúcar, e passe por uma peneira até você obter um pó fininho. Dissolva o pó de lavanda no leite até que os cristais não sejam aparentes (talvez seja preciso esquentar a mistura um pouco, mas NÃO deixe ferver).
  2. Em uma tigela separada, bata as gemas com o creme de leite (ou iogurte) e misture até homogêneo. Adicione o leite de lavanda à mistura de gemas e misture bem.
  3. Se for usar as blueberries, bata-as até transformá-las em um purê e então adicione à mistura de lavanda.
  4. Se você não tiver uma sorveteira, leve o creme batido ao recipiente da batedeira, bata rapidamente em velocidade baixa e leve ao freezer. Deixe por cerca de uma hora, tire e bata mais um pouco. Repita esse procedimento até que o sorvete fique na consistência desejada.